• Ylê Asé
  • Taunkerã

Portuguese English Spanish

OLUBAJÉ

 

 

É a festa de celebrar os bens da natureza ofertada ao homem, os participantes do Olubajé comem sobre folhas de mamona, pratos naturais que reunem as comidas dos diversos Orixás em celebração a Obaluaiê. As comidas partilhadas com as pessoas estabelece uma aliança entre a comida, o orixá e a natureza. Os elementos da natureza estão representados em seus ingredientes, cria um vínculo entre o sagrado e a memória ancestral de nossas comunidades de terreiro. Obaluaiê, o Rei da Terra (Obá =Rei / Aiyê = Terra) – Senhor das doenças e das curas, conhecido como o dono da varíola e das epidemias. Considerado o médico dos pobres, pois também é orixá da cura. Quando jovem é guerreiro, caçador e lutador. Quando mais velho é conhecido como Omulú (Senhor das terras quentes – Ilé Igbona), é o sábio, feiticeiro e guardião. Cobre-se de palha, escondendo as marcas de seu corpo, e a luz intensa de que é formado e com palha guarda o segredo da vida e da morte. Seu Xaxará serve para espalhar e limpar as doenças do mundo. A ele devemos nosso respeito e consideração, saber silenciar e respeitar o espaço do sagrado e o sagrado que está dentro de cada um de nós. Silenciar para aprender. Caminhar com respeito e cuidar do seu espaço e respeitar o dos demais. Valorizar aquele que caminha desde antes da existência de cidades e vilas, desde antes da idade dos metais, que caminhou por todos os cantos do mundo, vivenciou e superou todas as dores. É um Orixá antigo e severo por saber o que é de fato necessário. É neste momento que reverenciamos Obaluaiê, o Tempo, o Irôko, Ossãe e Oxumarê. Momento de silêncio e aprendizado. São todos Orixás antigos e ligados à sabedoria.

Compartilhar nas redes sociais

Please publish modules in offcanvas position.